top of page
  • Wolfgang Fobo

Sobrenatural

Aktualisiert: 2. März


Quando a fé é forte, você pode ter experiências extremas. Duas experiências em particular me impressionaram muito quando viajei pela Ásia: os curandeiros nas Filipinas e as cartomantes na Índia.


Curandeiros milagrosos nas Filipinas

Ouvi falar pela primeira vez de uma curandeira milagrosa nas Filipinas no início da década de 1980. Seu nome era Josephine Sison, e ela provavelmente era um nome conhecido na época. Depois que turistas suíços elogiaram Josephine, percebi que tinha que ir vê-la. Viajamos para bem longe, para o interior, onde Josephine tinha seu consultório. Uma mulher simples, provavelmente na casa dos 50 anos, e um consultório de tratamento simples. Quando cheguei, o consultório já estava cheio de pessoas buscando tratamento, muitas delas estrangeiras. Antes do início do tratamento, havia um pequeno culto na igreja e, em seguida, os pacientes entravam um após o outro. Eles tinham que se deitar em um berço com a cabeça sobre a Bíblia.


Aqui estou deitado com minha cabeça numa Bíblia enquanto Josephine Sison me trata

Josephine trabalha com algodão. Ela massageia o algodão no corpo do paciente em um ponto, depois passa a mão ao longo do corpo e retira o algodão do corpo novamente com os dedos pontiagudos. Vi isso com meus próprios olhos, a uma distância de cerca de 1 metro. Em um paciente, ela massageou o algodão na parte superior das vértebras cervicais, desceu pela coluna e o retirou novamente no cóccix. O maior espetáculo foi quando pude testemunhar como ela colocava algodão em uma orelha, batia levemente no algodão, que então desaparecia na orelha como se estivesse se puxando para dentro. Em seguida, ela puxou o algodão para fora da outra orelha novamente. Juro que foi assim.


Fascinado pelo método de tratamento, fiquei imaginando se eu não teria uma doença que pudesse confiar a Josephine. Então me lembrei de que sempre tive muco na garganta desde uma operação de amígdalas, portanto, nada que exigisse uma visita à curandeira. Fiz uma boa fila e me perguntaram sobre minha doença. Josephine provavelmente ficou surpresa com minha história leve, mas me permitiram deitar com a cabeça sobre a Bíblia. Também fui fotografado durante o procedimento, parecia que havia sangue escorrendo pelo meu pescoço. Menos de 10 segundos depois, tudo terminou e eu pude me levantar. E, sinceramente, minha garganta estava seca, tão seca quanto uma garganta pode estar. Já estava desagradavelmente seca. Ela me disse para não fazer sexo nos próximos 10 dias e não comer nada azedo. E então foi a vez da próxima pessoa. Custou-me uma doação, embalada em um envelope.


Desde então, não tenho muco na garganta. A sensação de secura desapareceu depois de alguns dias e não senti mais nenhum desconforto desde então. Mas fiquei tão impressionado com a experiência que voltei à Josephine no ano seguinte, dessa vez com uma doença diferente, osteoartrite no joelho, que sempre se manifestava no inverno. Eu não sentia nada no verão, então cheguei completamente livre de sintomas. Mais uma vez ela trabalhou com algodão, mais uma vez algo parecido com sangue escorreu pelo meu joelho, mais uma vez eu era, provavelmente, de longe o paciente com as queixas mais leves. Mas o efeito foi completamente diferente dessa vez. Meu joelho esquerdo começou a doer, um pouco no início, depois cada vez mais, e então comecei a mancar. Será que ela tinha me enfeitiçado? De qualquer forma, eu estava a caminho de Baguio, onde supostamente havia muitos curandeiros milagrosos, então parti para corrigir o problema que Josephine havia causado. Dessa vez, era um homem que queria uma quantia alta de mim desde o início, o equivalente a 20 marcos, o que era muito dinheiro para mim na época. Ainda me lembro de como me esforcei para subir as escadas e me deitar na mesa da cozinha dele


O curandeiro olhou para o meu joelho, disse rapidamente "vou colocar energia nele", mexeu um pouco, também com sangue como complemento, e depois disse "ok". Em seguida, recebi outro bis. Ele queria me examinar para ver se eu era fértil, pressionou profundamente minha área abdominal de modo que uma pequena poça de sangue se formou em um buraco perto do meu umbigo. E ele confirmou que sim, eu era muito fértil, o que não importava para mim, que era estudante na época. Assim, recebi alta e pude descer as escadas com minha perna, que havia ficado doente recentemente. Sim, havia energia ali, no joelho, na perna, em todo o corpo.


Um ano depois, dessa vez em Manila, visitei outro curandeiro por pura curiosidade, junto com um médico. O consultório estava lotado, com muitos estrangeiros. E novamente pude ver de perto como ele arrancava o dente de um homem com os próprios dedos. Ele enfiou o dedo mindinho na narina de uma mulher até o limite, cavou, puxou o dedo para fora e ele simplesmente caiu do nariz dela - os macacos parecem diferentes. Outro espetáculo completo com grande valor de entretenimento. O médico disse que o que estava escorrendo não era sangue humano, pois tinha uma cor diferente. Ele achou que era sangue de galinha.



De acordo com Josephine Sison, o fato de que o sangue geralmente flui durante os procedimentos se deve a nós, estrangeiros. Porque com sangue, nós estrangeiros acreditamos melhor, e com os filipinos ela não precisaria de nenhum medicamento para aumentar a fé. Josephine também disse que, se ela mesma estivesse doente, iria ao médico.


A cartomante indiana

30 anos depois. Estou tão farto do mundo. Sinto-me como um escaravelho deitado de costas, chutando as pernas. Atordoado, espancado até a morte.


Eu tinha ido a uma cartomante, o sea, melhor dito, um sacerdote. Nunca imaginei que acabaria na mesma instituição para a qual sempre quis ir, mas não sabia como fazer isso.


A consulta foi marcada para mim, um amigo de um amigo de um amigo meu me levou até lá e marcou a consulta. Quem conhece a história? Há um templo na Índia (é assim que me lembro dele) onde todos que visitam o templo recebem um roteiro em folhas de bambu, enrolado e escrito há muito tempo. E ele diz quem você é, que problemas você tem, que passado, que futuro. Problemas de saúde, problemas de relacionamento, tudo. Como homem, você tem que entregar a impressão digital do polegar direito e, como mulher, a do esquerdo.


Em seguida, a cartomante usa a impressão digital para identificar um pergaminho numa biblioteca de folhas da palmeira que, segunda ela, foi escrito só para mim. Várias centenas de anos atrás, em Tamil antigo.


Não faço idea do que está escrito. Mas este é um trecho do que a cartomante escreveu em meu livreto

Foi exatamente lá que fui parar, só que não era um templo, mas uma espécie de filial do escritório principal, que fica em Chennai. Assim, ele só conseguiu organizar o pergaminho de bambu para mim, pois o pergaminho para o meu pai (que era o motivo real da minha visita) não estava disponível e teve que ser trazido de Chennai. Portanto, essa não será a última vez que estive lá, mas repetirei o procedimento para meu pai, que precisa de ajuda espiritual mais do que eu.


A cartomante leu para mim esse pergaminho e me contou detalhes de minha vida que ele nunca poderia saber sobre mim. Até mesmo detalhes de minha vida passada - devo ter sido um verdadeiro desleixado naquela época, o que explica alguns dos meus problemas em minha vida passada. Purifiquei minha vida passada no local, na forma de um puja, que é uma cerimônia religiosa, provavelmente uma cerimônia de purificação (... ainda tenho que ler sobre isso...), portanto, meus pecados da vida passada estão perdoados. E meu futuro não parece tão ruim.



A sessão foi gravada e as conclusões foram entregues a mim em um CD, alternando entre a tradução em tâmil e em inglês. E se você souber tâmil, também poderá ler minhas descobertas, porque a cartomante também me deu um livreto com tudo. Em tâmil, é claro.


E assim que fiquei na casa por 6 horas, saí novamente. Confuso, exausto, emocionado.


Se você está procurando uma experiência espiritual, a Índia a tem de sobra. Assim como a burocracia.


Para compensar, eu me presenteei com uma visita a uma das maiores favelas da Ásia, Dharavi (onde o filme "Slum Dog Millionaire" foi filmado). Impressões que não podem ser expressas em palavras. Todos os sentidos são desafiados. Uma visita como essa deveria ser perdida por alguns de nossos contemporâneos insatisfeitos em casa, pois é muito propícia à reavaliação pessoal.


Há outra experiência esperando por mim. Não sei, será que devo me atrever? Meu amigo indiano quer me apresentar a seus espíritos.


Meu medo de fantasmas


Sim, essa é outra história que tenho que contar. Ela começa com a forma como cheguei ao meu compromisso na Palm Leaf Library.


Eu estava jantando com um colega de trabalho na Índia e disse a ele que havia lido algo sobre a Palm Leaf Library, mas não sabia onde ela ficava. Meu colega indiano me respondeu imediatamente e disse que, se eu realmente quisesse visitar essa biblioteca, ele poderia marcar um horário para mim. E assim foi feito. Descrevi minhas experiências lá em outro blog. Depois dessa visita, ainda completamente impressionado com o que havia acontecido, quis agradecer a esse colega e convidá-lo para jantar. Ele recusou educadamente, dizendo que não seria possível naquele dia porque ele tinha um compromisso com seu fantasma. Não consegui mais me conter e o questionei longamente. Imagine só, meu colega, um ex-oficial de elite do exército indiano, destacado na Caxemira para interceptar combatentes paquistaneses que haviam se infiltrado lá, acredita em fantasmas! Seja como for, ele me disse o seguinte:


Todas as quintas-feiras, ele tem um encontro com um maulana islâmico, vai até lá, senta-se em uma sala completamente escura e espera. Depois de um tempo, o espírito aparece, ele o sente, mas não o vê, e então a conversa começa. Ele pede conselhos ao espírito sobre problemas cotidianos, como a melhor maneira de casar suas duas filhas. E o espírito então lhe dá conselhos. E quando lhe perguntaram de onde vinha o fantasma, o colega disse que ele era de Bagdá. Essa história - desde então, esqueci os detalhes - ficou comigo e, alguns anos depois, visitei esse agora ex-colega em sua casa para agradecê-lo novamente. E, é claro, perguntei se ele ainda consultava seu espírito regularmente. Ele respondeu afirmativamente e disse que eu poderia participar de uma sessão se quisesse. Não, não me atrevi. Ou você participaria? Se um espírito realmente aparecesse ou se você tivesse essa percepção. Como seria sua vida depois disso? Embora eu geralmente tenha muita curiosidade sobre essas experiências, essa experiência iria longe demais para mim. Tenho medo de que minha visão do mundo mude muito depois disso. É como ser confrontado com um abismo para o qual você realmente não quer olhar.


5 Ansichten0 Kommentare

Aktuelle Beiträge

Alle ansehen

Ghadames

O camelo

A história que quero compartilhar com vocês aconteceu quando eu viajei para a Guiné Equatorial. Talvez seja o país mais difícil de entrar. Apenas alguns conseguem, e normalmente se viaja em grupo. Foi

Comments


bottom of page